sábado, 28 de março de 2015

Atum gigante de 386 Kg e quase 4 milhões de ienes tira pescador do vermelho




o atum gigante virou atração no porto - ANN

Um atum-rabilho gigante de 386 Kg foi pescado em Katsuura (Wakayama), o maior encontrado até hoje nesse porto pesqueiro. Para alegria do pescador e do porto, o quilo desse precioso atum (kuro maguro) foi cotado a Y9.020 ienes e o valor total foi fechado a 3,76 milhões de ienes.

Germanwings: Copiloto estava doente no dia da tragédia

sexta-feira, 27 de março de 2015

Tunísia: Autoridades divulgam vídeo do assalto da polícia ao Museu Bardo

Juncker: governos devem procurar "dinheiro nos seus bolsos"

Caso "Amanda Knox" chega ao cinema com a "cara de um anjo" - cinema

Germanwings: Ato deliberado do copiloto leva companhias a impor presença...

Angelina Jolie retira ovários por medo do câncer

Museu do Bardo reabre com mensagem contra terrorismo

Copiloto teria derrubado Airbus A320 intencionalmente

quinta-feira, 26 de março de 2015

Família Kardashian-West vira a obsessão de Miley Cyrus

Uganda: Partes do corpo de albinos usadas como talilsmã

"Música no Coração" faz 50 anos e o filão dos dólares é reaberto - cinema

Germanwings: Espanha presta homenagem às vítimas do acidente aéreo

Desemprego aumenta em França - economy

Colete inteligente para ajudar cegos a andar sem medo de obstáculos - hi...

Comércio eletrónico vai ser uma das grandes apostas da UE

Grécia celebra Dia de Independência sem protestos

Uma aldeia em choque com o acidente do A320 da Germanwings

quarta-feira, 25 de março de 2015

Mexicanos podem adotar plantas em risco de extinção

Deformação misteriosa em linha de trem intriga indianos

Papa condena a máfia durante visita à cidade de Nápoles

Recuperada caixa negra do Airbus A320 da Germanwings que caiu em França

EUA suspendem retirada de soldados norte-americanos do Afeganistão em 2015

Iémen: Milícias xiitas expulsas de duas cidades.

Cidade alemã chora morte de estudantes e professoras em queda de avião

Construir um robô pessoal - hi-tech

Atividade económica cresce na zona euro - economy

Reino Unido: Inflação cai para 0% em fevereiro - economy

Crise em Dusseldorf, lágrimas em Haltern am See, drama em Barcelona

Crash Germanwings: França, Espanha e Alemanha unidas pela tragédia

Equipas de investigação desdobram-se à procura de respostas para queda d...

terça-feira, 24 de março de 2015

Campanha anti-racismo na Lituânia é impactante. Veja!!!


 Veja como as pessoas reagem quando têm que traduzir uma mensagem racista para um jovem negro.



Um site da Lituânia está fazendo uma experiência para mostrar como as pessoas reagem ao racismo. A situação acontece quando um homem negro em uma sala de espera pede pra pessoa traduzir uma mensagem que supostamente lhe deixaram no FB –
O homem, que é um ator, diz que chegou à Lituânia há pouco tempo e ainda não consegue entender muito bem a língua. As pessoas se dispõem a ajudá-lo e a reação de todas elas é de surpresa diante de uma mensagem racista e ofensiva.
Algumas se negam a traduzir o texto; outras traduzem e pedem desculpas.




 www.svetimageda.lt (em lituano apenas). O site é um ‘manual’ digital, cheio de conselhos sobre como todos nós podemos reagir ao racismo, homofobia, bullying, abuso e discurso de ódio online, nos meios de comunicação, nas ruas, nas escolas, no trabalho etc”.

quinta-feira, 19 de março de 2015

PMDB avisa a Dilma que deixará base se Cid Gomes não cair imediatamente


Cid Gomes pede demissão do Ministério da Educação após crise com base governista


 - Cid Gomes é demitido depois de falar a verdade -

Photo
O ministro da Educação, Cid Gomes, deixa o Congresso Nacional após desentendimento com deputados, em Brasília, nesta quarta-feira. 18/03/2015


BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Educação, Cid Gomes, pediu demissão do cargo nesta quarta-feira, afirmou o Palácio do Planalto em nota, depois de uma sessão tumultuada na Câmara dos Deputados e para evitar que a já complicada relação do governo com a base aliada se tornasse ainda pior.

A saída de Cid havia sido adiantada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), numa declaração em plenário pouco depois de o ministro ter discursado na Casa e trocado farpas com diversos deputados.

Depois do episódio, Cid alegou não ter mais condições de permanecer no cargo e a presidente Dilma Rousseff aceitou seu pedido de demissão. O secretário-executivo da pasta, Luiz Cláudio Costa, assume o ministério interinamente.

"Minha declaração e a forma como coloquei minha posição na Câmara criou dificuldades para a base do governo", disse o ministro a jornalistas após pedir demissão à presidente no Palácio do Planalto.

"A conjuntura política impede minha presença no governo", acrescentou.

O bate-boca com deputados na tarde desta quarta-feira só foi encerrado quando ele deixou a tribuna e o plenário da Casa antes do término da sessão da qual participava. Ele chegou a ser chamado de "palhaço" e teve seu microfone desligado.

"ACHACADORES"

Cid participou da Comissão Geral na Câmara dos Deputados para explicar sua declaração de que haveria no Congresso Nacional "300 ou 400 achacadores" que se aproveitam da fragilidade do governo.

Ele se desculpou e argumentou que a afirmação havia sido feita em caráter privado, mas provocou reações dos deputados ao afirmar, da tribuna, que aqueles da base que não votam como governo deveriam "largar o osso".

"Partidos de oposição têm o dever de fazer oposição, partidos de situação têm o dever de ser situação ou então larguem o osso. Saiam do governo", declarou.

Cid chegou a apontar para Cunha e afirmar que preferia ser acusado de ser mal-educado do que "ser como ele, acusado de achaque", como disse a manchete de um jornal.

O clima esquentou ao ponto de o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), ter pedido a cabeça do ministro.

Cunha prometeu processar Cid e o procurador da Câmara, deputado Claudio Cajado (DEM-BA), disse que entrou com processos contra Cid para que ele aponte quem seriam os "achacadores".

Após o anúncio da demissão e questionado se a atitude do Planalto pode facilitar a relação com a base aliada, principalmente na Câmara, onde enfrenta os maiores problemas, Picciani afirmou que o governo não tinha outra alternativa.

"Não tomar essa atitude seria muito ruim, seria uma mensagem de que o governo concordava com essa atitude (do ministro)", disse o líder a jornalistas. "Não esperávamos outra atitude que não fosse essa."

Ex-governador do Ceará, Cid defendeu a ideia, no fim do ano passado, de criar uma frente de partidos mais à esquerda para apoiar e garantir governabilidade à presidente no Congresso. Ele deixou o PSB e filiou-se ao Pros quando os socialistas romperam com Dilma para construir candidatura própria à Presidência da República.


Reuters

Atiradores invadem museu e matam 17 turistas estrangeiros na Tunísia

 ReutersBrasil
Photo


Homens armados e vestidos em uniformes militares invadiram o museu nacional da Tunísia nesta quarta-feira, matando 17 turistas estrangeiros e dois tunisianos, um dos piores ataques de militantes num país que passou quase incólume pelo turbilhão da "Primavera Árabe" na região.

Cinco japoneses, além de italianos, poloneses e espanhóis, estão entre os mortos no ataque ocorrido ao meio-dia no museu Bardo, dentro do complexo parlamentar da Tunísia, local fortemente vigiado no centro de Túnis, disse o primeiro-ministro, Habib Essid.

"Eles só começaram a atirar nos turistas quando eles desciam dos ônibus... Não pude ver nada a não ser sangue e mortos", disse o motorista de um ônibus turístico a jornalistas no local do atentado.

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil afirmou em nota que não há confirmação de brasileiros entre as vítimas do atentado, com base em informações colhidas pela Embaixada do Brasil em Túnis com autoridades, forças de segurança e operadores turísticos.

Vários turistas fugiram para dentro do museu e os militantes, que as autoridades não relacionaram imediatamente a nenhum grupo extremista, fizeram reféns no interior, disseram representantes do governo.

Forças de segurança entraram no local aproximadamente duas horas depois, matando os dois militantes e libertando os reféns, disse um porta-voz do governo. Um policial morreu na operação.

O ataque contra um alvo de tamanho destaque representa um duro golpe ao pequeno país do norte africano, que depende fortemente do turismo de europeus e vinha em grande medida evitando episódios violentos significativos desde um levante em 2011 que derrubou o autocrata Zine El-Abidine Ben Ali.

Vários grupos militantes islamistas surgiram na Tunísia desde o levante, e as autoridades estimam que cerca de 3.000 tunisianos se juntaram a combatentes no Iraque e na Síria, o que tem provocado temores de que possam retornar para praticar ataques no país."Todos os tunisianos devem estar unidos depois desse ataque, que teve como objetivo destruir a economia tunisiana", disse Essid em pronunciamento.

A bolsa de valores local caiu cerca de 2,5 por cento e duas operadoras de turismo alemãs disseram que iriam cancelar por alguns dias viagens dos resorts no litoral tunisiano para Túnis.

A Accor, maior grupo hoteleiro da Europa, afirmou ter intensificado a segurança nos dois hotéis que possui na Tunísia.

Imagens de TV mostraram dezenas de pessoas, incluindo estrangeiros idosos e um homem carregando uma criança, correndo para se abrigarem nos edifícios do museu, protegidos por forças de segurança empunhando rifles apontados para o ar.

O premiê tunisiano disse que 17 turistas foram mortos, incluindo quatro italianos, um francês, um polonês, dois colombianos, cinco japoneses, um australiano e dois espanhóis. Ele havia anteriormente mencionado um alemão morto, mas não voltou a falar sobre ele em declarações posteriores. Dois tunisianos também morreram.

O museu é famoso pela sua coleção de artefatos e mosaicos tunisianos antigos, assim como outros tesouros da Roma e Grécia clássicas. Não houve nenhum relato imediato sobre se os militantes haviam atacado peças, imitando as ações de insurgentes do Estado Islâmico no Iraque.

Chocados, mas desafiadores, centenas de tunisianos se reuniram nas ruas do centro de Túnis empunhando bandeiras do país e gritando palavras de ordem contra o terrorismo.

“Eu passo a mensagem aos tunisianos de que a democracia vai vencer e vai sobreviver”, disse o presidente, Beji Caid Essebsi, em pronunciamento transmitido pela TV. "Vamos encontrar mais formas e equipamentos para o Exército acabar com esses grupo bárbaros."

O ataque surge em um momento desafiador para a Tunísia, que planeja reformar sua economia e cortar gastos públicos. O turismo representa cerca de 7 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) do país. O atentado desta quarta-feira foi o pior envolvendo estrangeiros na Tunísia desde que um homem-bomba da Al Qaeda matou 21 pessoas numa sinagoga na ilha turística de Djerba em 2002.

O ataque anterior mais recente contra a indústria do turismo tunisiana ocorreu em 2013, quando um militante detonou a si mesmo no resort litorâneo de Sousse, mas ninguém foi morto ou ficou ferido no episódio.










TBS News-i

Por que no Brasil a justiça tem dois pesos e duas medidas?



JANOT TEM OBRIGAÇÃO DE INVESTIGAR AÉCIO NEVES!

Jats Takkola From Aomori Japan- Japão cria "coca-cola" de alho


A Jats Takkola é produzida no município de Takko, Aomori, região símbolo do alho no país.
A bebida é feita da junção do pó de alho macerado com a cola.
E ae, bora provar?




Jats Tokkola é o novo refrigerante japonês com sabor de alho



terça-feira, 17 de março de 2015

‪#‎Pensa‬


Eu estava me lembrando agora de um caso que me contaram sobre contratos para tripulantes brasileiros em navios cruzeiros estrangeiros. Que havia sempre uma cláusula com o texto "There is no Brazilian Way here..." ("Aqui não tem 'jeitinho brasileiro"). Ou das máquinas de refrigerante em Miami entupidas com moedas de R$ 1, que são semelhantes as fichas utilizadas e acionavam a máquina trapaceando, fazendo com que se pudesse pagar muito menos do que o valor que era cobrado. Somos bem conhecidos pela nossa criatividade para a malandragem. Em Genebra (na Suíça), por exemplo, as bancas de revistas passam o dia todo sem funcionários. Você pega o seu jornal, deixa o dinheiro lá e vai embora. Em Estocolmo (na Suécia), Oslo (na Noruega) e Copenhague (na Dinamarca), não há cobradores em ônibus e trens. Pagar a passagem é uma escolha sua. Mas todos pagam. Em Toronto (no Canadá), quando uma roleta de estação de trem estraga, os usuários deixam o valor da passagem sobre a roleta estragada. Você vê as vezes pilhas de dinheiro sobre as roletas, e ninguém toca ou deixa de pagar. Mas se fosse no Brasil............
Desculpa então dizer, mas a culpa da corrupção não é da Dilma, não é do Aécio, não é do Cunha, nem do Calheiros, nem do PT, PSDB, PMDB, ou quem quer que seja. A culpa é nossa, da cultura dos brasileiros.
Quem nunca comprou produto pirata, ou falsificou carteirinha de estudante, ou roubou TV a cabo ou fez "gato na luz", ou subornou o guarda de trânsito com um "cafezinho", ou furou uma fila, ou apresentou atestado falso, ou bateu ponto pelo colega? E troco a mais, quem nunca aceitou? Jamais acelerou na estrada, sabendo que excederia o limite de velocidade, só porque o pardal ficou para trás, ou até deixou de usar cinto de segurança "porque não havia um guarda por perto"?
A corrupção no governo é uma extensão da corrupção do nosso no dia a dia, pois os integrantes do Governo saem do povo. É preciso uma nova consciência, uma nova cultura fundada em valores éticos de verdade, e não apenas mascaramento ideológico, falso, protestos com palavras de ordem pedindo que outros façam aquilo que você não faz, que sejam o que você não é. Ela tem que nascer dentro de cada família, dentro de cada escola, dentro de cada brasileiro e ir ganhando espaço, até que posteriormente, no futuro, sejamos TODOS mais honrados e possamos cobrar de consciência e cara limpa, sem culpa no cartório. Seja coerente. Enquanto a cultura da malandragem e do "jeitinho brasileiro" imperar, nada vai mudar. Pois o Governo sai do Povo, para o Povo. E não o contrário.

(Samuel Vieira)



domingo, 15 de março de 2015

sexta-feira, 13 de março de 2015

Coreia do Norte lançou sete mísseis terra-ar

Ânimos quentes nas ruas de Ferguson

Os melhores momentos do Salão do Automóvel de Genebra

A apresentação mundial do novo Audi R8

Uganda está no campeonato de homem mais forte do mundo

Maquiador se transforma em celebridades femininas

Filho de Fifty Cent assina contrato milionário

Pombos-correio podem valer mais de 3 milhões de reais

Intervenção miltar dos E.U.A na Venezuela: É um absurdo

quarta-feira, 11 de março de 2015

日本版エンドソング「夢はひそかに (Duet version)」

Neste mês de Março a Mulher mais velha do mundo completou 117 anos




Misao Okawa, completou 117 anos na última quinta-feira em Osaka.
Comemoração foi na véspera; ela vive em asilo e tem boa saúde.

A japonesa Misao Okawa, reconhecida pelo Guinness Book, o livro dos recordes, como a pessoa mais velha do mundo, comemorou nesta quinta-feira (5) seu aniversário de 117 anos (Foto: Kyodo News/AP)
A japonesa Misao Okawa, reconhecida pelo Guinness Book, o livro dos recordes, como a pessoa mais velha do mundo, comemorou nesta quinta-feira (5) seu aniversário de 117 anos (Foto: Kyodo News/AP)France Presse/




A mulher mais velha do mundo, a japonesa Misao Okawa, completou 117 anos nesta quinta-feira (5) em Osaka, região oeste de um país conhecido pela longevidade de seus habitantes.

Nascida em 5 de março de 1898 em uma família dedicada ao comércio de quimonos em Osaka, a idosa comemorou o aniversário com um dia de antecedência e posou para os fotógrafos com um belo quimono rosa, assim como uma flor no cabelo branco.
Três filhos, quatro netos e seis bisnetos estavam ao lado de Misao, incluindo seu filho mais velho, de 92 anos.
Ao ser questionada se os 117 anos demoraram muito, Misao Okawa respondeu: "Não, passaram depressa".
Ela também disse que não conhece o segredo da longevidade. De acordo com um funcionário do asilo em que a idosa mora, Misao tem boa saúde.
O homem mais velho do mundo também é japonês, Sakari Momoi, de 112 anos. Ele nasceu em 5 de fevereiro de 1903.

De acordo com o censo, em setembro de 2014 o Japão tinha quase 59.000 pessoas centenárias, 87% delas mulheres.


“Parece ter sido bastante curto”, disse Misao após receber um buquê de flores de um oficial do governo que lhe perguntou como se sentia sobre viver tanto tempo.  (Foto: Kyodo/AP)
“Parece ter sido bastante curto”, disse Misao após receber um buquê de flores de um oficial do governo que lhe perguntou como se sentia sobre viver tanto tempo. (Foto: Kyodo/AP)












Ví no G1

Homem é preso após esfaquear e matar 5 pessoas no Japão 兵庫・5人刺殺事件 逮捕男の自宅からサバイバルナイフ押収(15/03/11)



Suspeito tem 40 anos e não explicou motivo de sua fúria. Três das vítimas morreram na hora; outras duas morreram no hospital.



A polícia do Japão deteve na última segunda-feira (9) um homem de cerca de 40 anos suspeito de ter esfaqueado até a morte cinco pessoas dentro de uma casa da cidade de Sumoto, na prefeitura de Hyogo, informou a emissora pública japonesa "NHK".

Por volta das 7h (local, 19h de domingo, 8, em Brasília) Tatsuhiko Hirano esfaqueou cinco pessoas.

Após receber uma denúncia, a polícia foi até o local e o prendeu.

Três das vítimas morreram na hora, enquanto outras duas foram transferidas inconscientes para um hospital, onde não resistiram e vieram a óbito também.

Hirano estava com a roupa coberta de sangue, e não fez nenhum comentário ou reação no momento de sua detenção, informou a polícia à agência japonesa "Kyodo".




#Japão A grande tragédia - Hoje faz quatro anos desde o trágico acontecimento




Em 11/03/2011 14:46hs - A costa leste do Japão sofria um terrível terremoto de 9 graus na escala Richter seguido de tsunami na costa leste que devastou a região nordeste do país, fazendo quase 20 mil mortos entre desaparecidos.
Muitos animais também sofreram e morreram nesta grande tragédia.



 









Fotos AP
Japoneses fazem um minuto de silêncio às 14h46 (2h46 de Brasília), momento exato em que o terremoto de 9 graus de magnitude atingiu o país em 2011. O tremor do dia 11 de março, seguido por uma tsunami, deixou quase 19 mil mortos ou desaparecidos no Japão. Na foto, crianças participam de homenagem em escola null


Japoneses fazem um minuto de silêncio às 14h46 (2h46 de Brasília), momento exato em que o terremoto de 9 graus de magnitude atingiu o país em 2011. O tremor do dia 11 de março, seguido por uma tsunami, deixou quase 19 mil mortos ou desaparecidos no Japão. Na foto, crianças participam de homenagem em escola null


Japoneses fazem um minuto de silêncio às 14h46 (2h46 de Brasília), momento exato em que o terremoto de 9 graus de magnitude atingiu o país em 2011. O tremor do dia 11 de março, seguido por uma tsunami, deixou quase 19 mil mortos ou desaparecidos no Japão. Na foto, crianças participam de homenagem em escola null

terça-feira, 10 de março de 2015

Xuxa na Record - reportagem do jornal da record 05-03-2015

Xuxa na Record - Xuxa fala sobre nova emissora 'Fui feliz na Globo, mas ...



Tudo que a Globo descarta a Record pega!



Boa sorte, Xuxa....Só não esqueça de deixar o dízimo, Macedo agradece!!



Edward Snowden pede à Suíça que reexamine pedido de asilo

Tiroteio no Wisconsin: Polícia admite que jovem negro não estava armado

Voo MH370: Relatório sem explicações do que aconteceu

‪#‎DisneyJapan‬ ディズニー・イン・コンサート「ナイトメアー・ビフォア・クリスマス」





ディズニー・イン・コンサート「アリス・イン・ワンダーランド」

『塔の上のラプンツェル』MovieNEX 予告編-#DisneyJapan :)





quarta-feira, 4 de março de 2015

Holandês quer pedalar 18 mil km de ciclovias no país

Acordo permitirá importação de arte cubana pelos E.U.A

Crise hídrica: Protesto em SP contra medidas do governo

Rio comemora 450 anos com bolo de 450 metros

Mexicanos exigem explicação sobre alunos desaparecidos

Crioterapia promete corpo perfeito em 3 minutos

"Isso aqui é uma prisão; estamos todos presos, 99% querem ir embora"


Greve? Caminhoneiros denunciam terror nas estradas e dizem que estão parados sob coação. “Isso aqui é uma prisão. Nós estamos presos há 12 dias”. Imprensa está impedida de falar com os trabalhadores, só sendo permitida entrevistas com os líderes.


Em vídeo divulgado no Facebook, na página “Polícia Rodoviária Federal – Operacional” ( assista aqui), caminhoneiros acampados nas proximidades das cidades de Joinville e Maravilha, em Santa Catarina, denunciam serem mantidos em “cárcere privado” e impedidos de deixar os protestos que acontecem na região.
Segundo o chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF no estado, o Luiz Graziano, abusos estão acontecendo. Os profissionais são obrigados a permanecer no movimento sob ameaças.
“Passamos a produzir os vídeos e encaminhar para a imprensa para mostrar a realidade de vários bloqueios, onde estão ocorrendo abusos nos quais são obrigados a permanecer no movimento sem as mínimas condições e muitas vezes ameaçados.”, conta.
De acordo com o policial, mais de 90% dos caminhoneiros mantidos em todos os bloqueios querem seguir viagem ou regressar para casa, mas são impedidos pelos líderes do movimento. A Polícia Civil do estado foi mobilizada para auxiliar nas investigações sobre o caso.
“Não querem fazer parte do movimento, estão com cargas perecíveis, com problemas em casa. Familiares e caminhoneiros nos procuraram. E a imprensa foi impedida da falar com os eles, só sendo permitida entrevistas com os líderes, que ninguém sabe quem são”, denuncia o policial rodoviário.
Segundo relato dos caminhoneiros, aqueles que tentaram furar os bloqueios tiveram seus caminhões apedrejados e foram forçados a retornar aos acampamentos.
“Isso aqui é uma prisão. Nós estamos presos”, afirma na gravação um dos trabalhadores, que reclama estar há 12 dias nessas condições.
“Dizem que está liberado, mas vem caminhonete e carro atrás e quebra (os caminhões)”, completa.
Nesta terça-feira (03), caminhoneiros realizam protesto em Brasília contra o aumento do preço do diesel.
Na véspera, a presidenta Dilma Rousseff sancionou sem vetos a Lei dos Caminhoneiros, que garante à categoria benefícios, como a anulação de multas por excesso de carga nas rodovias e concede acesso a programas de financiamento.

Vídeo. Assista abaixo o que acontece com um caminhoneiro que tenta sair do ‘cárcere privado':








Assistam, brasileiros, e não se deixem enganar pela Globo, Veja, Folha, Estadão e BANDalheira, que apoiam a máfia que há por trás da "Greve dos Caminhoneiros".
Ta aí a bandalheira do lock-out patronal contra o governo. Um bando de bandidos pagos pelas empresas de transportes com o objetivo de criar um ambiente de instabilidade e golpista, atacam violentamente os caminhoneiros que não entraram na onda fascista. Tem que colocar a força nacional pra arrebentar com essa bandidagem.









Ví no http://www.pragmatismopolitico.com.br/

雛祭り, Hina-matsuri - "Dia das Meninas"


Imagens de internet

O Festival de Bonecas (雛祭り, Hina-matsuri?), ou "Dia das Meninas" é uma festa típica japonesa, que ocorre no dia 3 de março - terceiro dia do terceiro mês. Plataformas com panos (緋毛氈, hi-mōsen?) vermelhos em degraus são dispostas para expor as bonecas (雛人形, hina-ningyō?), que representam o Imperador, a Imperatriz, serviçais, músicos com as vestimentas tradicionais do período Heian.
No Japão, todo o dia 3 de março é celebrado o Hina-matsuri – Festival das Bonecas e Dia das Meninas. A palavra Hina significa boneca, enquanto matsuri é festival, na tradução literal. A data também é conhecida como Hina no Sekku, mas há ainda quem a chame de Momo no Sekku (Festival de Flores de Pessegueiro), pois é nessa época que acontece a primeira floração dessas árvores, indicando o fim do inverno e o começo da primavera.


Hina-dan é uma plataforma onde são expostos bonecos que representam o Império Japonês.

Esta data é dedicada especialmente às meninas e considerada pelos japoneses como uma das mais importantes e tradicionais celebrações do país. O evento é realizado sempre no terceiro dia de março com o intuito principal de afastar os maus espíritos e e rezar pela felicidade e saúde de suas meninas.
Tradicionalmente, as bonecas são expostas sobre um tapete vermelho em cima de uma plataforma (Hina-dan), num altar preparado no lar de praticamente toda família que possui uma menina. Há ainda cerimônias realizadas em grandes templos, onde centenas de pessoas assistem a celebração dentro dos templos, enquanto outras tantas se aglomeraram respeitosamente do lado de fora.

Crença

No Japão, os antigos e tradicionais acreditam que, quando uma menina nasce em uma família, os avôs oferecem ao bebê um Hina-ningyoo. Estas bonecas servem para proteger as meninas de doenças, espíritos malignos e má sorte.

Geralmente, as famílias que têm meninas, comemoram este dia exibindo bonecas em trajes típicos (Hina-ningyo), montadas em uma plataforma de vários andares (Hina-dan), que representam a antiga corte imperial japonesa.



Imagens de internet


 Imagens de internet

Imagens de internet

Vazamento de água radioativa é detectado na Central de Fukushima


Segundo a agência de notícias France Presse, com base nas declarações de um porta-voz da empresa, a situação foi observada por meio de sensores ligados a um tubo de drenagem de águas pluviais e subterrâneas, que mediram níveis de radioatividade até 70 vezes maiores do que outros valores já registrados no local.

A Agência Internacional de Energia Atômica  (AIEA) diss estar preocupada com a quantidade crescente de água contaminada armazenada. 
A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) diss estar preocupada com a quantidade crescente de água contaminada armazenada. 


Esses valores foram baixando gradualmente com o passar do tempo mas, mesmo assim, continuam alarmantes. A linha de drenagem que faz a ligação com uma porta adjacente à costa do Pacífico foi fechada.

A Tepco informou que uma inspeção feita pela empresa não mostrou nenhuma anomalia nos tanques de armazenamento de água contaminada e assegurou “não ter nenhuma razão para pensar que os reservatórios tenham um vazamento”.

A Agência Internacional de Energia Atômica  (AIEA) disse, na semana passada, estar preocupada com a quantidade crescente de água contaminada armazenada nesses tanques.

A água vem dos reatores - onde é utilizada para resfriamento - , bem como de fluxos de água subterrânea. É bombeada e armazenada em milhares de reservatórios gigantes, que aumentam à medida que a Tepco constrói outras dezenas por mês para absorver o fluxo.

O desmantelamento dos quatro reatores mais danificados, entre os seis que fazem parte da Central de Fukushima, deverá demorar entre três e quatro décadas.











Ví no http://www.vermelho.org.br/
Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 3 de março de 2015

原発20キロ圏内に生きる男 - Alone in the Zone



 Naoto Matsumura, o anjo dos animais abandonados de Fukushima. 

Ele está fazendo de tudo para salvar animais abandonados na cidade de Tomioka, uma das cidades evacuadas pelos efeitos da radiação do acidente nuclear de Fukushima desde 2011.




Matsumura san foi declarado como o homem mais radioativo do mundo devido à sua exposição prolongada a radiação. Ele sofre diariamente níveis de radiação 17 vezes maiores do que o normal.



 “Eu vou morrer depois de qualquer jeito, então por que iria me importar?”, diz Matsumura em uma entrevista.





Vídeo VICE Japan






Estado Islâmico liberta 19 cristãos assírios

segunda-feira, 2 de março de 2015

Venezuela: Maduro responde a sanções dos EUA com acusações de espionagem...

Hong Kong: Confrontos entre a polícia e manifestantes

Decapitador islâmico identificado como Mohammed Emwazi

Agência Espacial Europeia lançará novo satélite

Rússia: Autorizada marcha em homenagem a Boris Nemtsov

México: Polícia detém o cabecilha de cartel mais procurado do país

Camarões: Manifestação contra Boko Haram

Opositor a Putin assassinado às portas do Kremlin