sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

I Am Kenji - Kenji is not the enemy of Islam



We Are Kenji

Save Kenji








Jordania ainda não obteve notícia sobre o destino do piloto que foi capturado pelos militantes do EI.


Militar da Jordânia diz que ainda aguarda provas de que Kassabeh  esteja a salvo nas mãos dos extremistas.


Angustia e esperança

AMMAN - militar da Jordânia, disse nesta sexta-feira que ainda aguardava a prova de que o piloto de avião de guerra que foi ameaçado de execução pelo grupo Estado Islâmico esteja vivo.

O EI tinha jurado matar piloto Maaz al-Kassasbeh ao  por do sol na quinta-feira, a menos  que Amman entregasse uma jihadista iraquiano em troca do jornalista japonês Kenji Goto.

A Jordania pediu provas de que o piloto que caiu na Síria em 24 de dezembro ainda está vivo antes de liberar a mulher-bomba Sajida al-Rishawi que está no corredor da morte.

"A Jordânia não recebeu até agora nenhuma informação que prova que o piloto Maaz al-Kassasbeh esteja são e salvo", disse o porta-voz militar Mamdoh al-Ameri.

A Jordania se ofereceu para libertar Rishawi, que foi condenado por participar de um atentado triplo em um hotel em Amã, em 2005, que mataram 60 pessoas, se o EI libertar o piloto.

O governo tem estado sob forte pressão  -

O pai de Kassasbeh Safi implorou autoridades para salvar seu filho, enquanto muitos jordanianos tomaram a mídia social para dizer que a vida do piloto é mais importante do que a de "terrorista" Rishawi.

Na sexta-feira Kassasbeh disse que a família "não recebeu qualquer informação sobre o destino do nosso filho".

"Cremos em Deus e nós vamos aceitar tudo o que ele tem reservado para nós", disse Safi Kassasbeh.

Enquanto está ameaçado a vida de Kassasbeh, não estava claro desde a sua mais recente mensagem se o grupo jihadista estava pronto para libertá-lo como parte de uma troca.

IS tinha fixado o prazo ao por-do-sol de quinta-feira para Rishawi ser libertada na fronteira com a Turquia em troca de Goto, mas não houve notícias ao anoitecer.

Na quinta-feira, o porta-voz do governo Mohammad al-Momani disse Rishawi ainda estava na Jordania e só seria libertada se o EI desse "prova de vida" do piloto.

Ele não fez nenhuma menção de Goto, cuja esposa Rinko quebrou seu silêncio com um apelo emocional para Tóquio e Amman para salvar seu marido.

"Meu marido é um homem bom e honesto, que foi para a Síria para mostrar o sofrimento daqueles que sofrem", disse ela.

"Peço aos governos da Jordânia e japoneses a entender que o destino de ambos os homens estão em suas mãos."


O Japão, que não desempenha qualquer papel militar na luta contra o EI, foi empurrado para a linha de frente na semana passada, quando um vídeo em que apareceu Goto e Haruna Yukawa, ajoelhadoS no deserto.

Os mascarados, armados de faca militante disse que Tóquio teria 72 horas para pagar um resgate de US $ 200 milhões (175 milhões de euros) se ele quisesse poupar suas vidas.

Quando esse prazo expirou, novas fotos aparecem mostrando que Yukawa foi degolado, e uma voz que se identifica como Goto exigiu a libertação de Rishawi dentro de 24hs ou ambos, Kenji e o piloto Maaz al-Kassasbeh   seriam mortos.













Lí no middle-east-online


Populações com insegurança alimentar recebem cerca de 46 mil toneladas d...

Tamales: comida Maia ainda popular na America Latina

国境に「イスラム国」兵士 双眼鏡でトルコ側を・・・(15/01/30)



I am Kenji  


Vai dar tudo certo!

Tokyo 東京都心でシーズン初の積雪、夜に30cm降雪の地域も(15/01/30)

Filipinas de luto após massacre de 44 polícias numa operação antiterrorista

Construção de aeroportos regionais é prioridade do governo em 2015

Comissão Interministerial irá combater crimes de ódio contra comunidade ...

México: explosão de gás provoca dezenas de vítimas numa maternidade

Wafa Sultan Apresentadora ds Al Jazeera

Ministério da Saúde oferta 5,5 mil bolsas de estudo para profissionais d...

Jordan demands proof ISIL-held pilot is alive

Capa transforma celular em máquina instantânea





(Foto: Divulgação)


Já imaginou imprimir fotos do celular instantaneamente? Pois já é realidade graças à Prynt, capa para smartphone que imprime imagens armazenadas no gadget, assim como em uma Polaroid.

Apresentada na CES (Consumer Eletronics Show) deste ano, a Prynt funciona de modo bastante simples. Basta plugar o aparelho na capa, acessar o aplicativo da Prynt, tirar a foto apertando um botão e imprimir. Caso ainda prefira, o usuário pode optar por uma imagem já existente no celular.

O acessório é compatível com os iPhones 5, 5S, 5C e 6, e também os Galaxys S4 e S5. No futuro, a empresa por trás da Prynt espera lançar adaptadores modulares não só para modelos diferentes, mas também para aqueles que trocarem de aparelho e ainda quiserem usar a capa.


A Prynt está disponível nas cores rosa, azul e branco a partir de US$ 49 (cerca de R$ 126) no Kickstarter. Caso o projeto seja financiado, a startup prevê que o preço final da capa seja de US$ 99 (R$ 255).










Via TechCrunch 

ONU suspende ajuda à reconstrução de Gaza

Estado Islâmico reivindica massacre em hotel de Trípoli

Num ultimato a Amam, grupo Estado Islâmico ameaça vida de refém jordano

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

#Sad Estado Islâmico: Execução prevista de reféns para as 23:00 de 29/01 Horário Japão.





Às 8 da manhã de hoje, dia 29/jan, horário do Japão, o Estado Islâmico publicou uma nova mensagem na internet com o jornalista japonês Kenji Goto avisando que irá executar o piloto jordaniano às 23:00, horário do Japão.

Na mensagem de 30 segundos,  Kenji aparece lendo as exigências do grupo em inglês.



Segundo o pronunciamento oficial, a Jordânia prioriza a libertação de seu piloto preso pelo Estado Islâmico. Porém, não foi citado o nome do refém japonês Kenji Goto.

Membros do governo japonês continuam negociando com a Jordânia, mas até o momento, não foi divulgado nenhum avanço nas negociações.

Na mensagem de 30 segundos,  Kenji aparece lendo as exigências do grupo em inglês.
Imagem: Al Jazeera Arabic

*Mensagem postada na internet*
 “ Sou Kenji Goto. Essa foi a mensagem que me pediram para transmitir. Se até ao pôr do sol do dia 29/jan (horário do Iraque) vocês não estiverem preparados para libertar Sajida al- Rishawi na fronteira da Turquia em troca da minha vida, o piloto do exército jordaniano Muath al-Kaseasbeg será executado.”












Fonte e imagens: NHK, Fuji TV FNN ANN

米東部「史上最大の暴風雪」、NYなどに非常事態宣言

後藤さん名乗る男性、ネット上に新たな画像・音声

Madri: A capital dos assassinatos

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Argentina: Presidente dissolve serviços de informações

Macro Regiões da Europa - real economy

Justiça britânica inicia inquérito ao envenenamento de Alexander Litvinenko

Japão e Jordânia em contra-relógio para libertar reféns dos jihadistas

Estado Islâmico em nova mensagem ameaça matar refém japonês dentro de 24 horas



 A mensagem foi divulgada na internet, com a imagem do jornalista japonês Goto Kenji, segurando uma foto do piloto jordaniano capturado em Dezembro, ambos foram feitos reféns da organização extremista Estado Islâmico.

Foto imagem do piloto jordaniano sendo capturado pelos militantes do Estado Islâmico (Pic.internet)

Grupo jihadista publicou vídeo com ameaças na internet nesta terça.
Eles pedem libertação de iraquiana presa e condenada à morte na Jordânia



Segunda mensagem de Kenji Goto destinada à família e ao governo do Japão

“Eu sou Kenji Goto. Esta mensagem é para o povo japonês e para seu governo.

Esta é a minha última mensagem. Quanto mais o governo da Jordânia demora para libertar a prisioneira extremista, a minha libertação também tarda.

O governo japonês deve pressionar politicamente ao máximo a Jordânia.

O tempo está se esgotando. É a minha liberdade em troca da libertação da prisioneira extremista, não é algo tão complicado assim.

Ela está presa há 10 anos, e eu há apenas alguns meses.

É a troca dela por mim. Se o governo da Jordânia demorar mais, a morte do piloto jordaniano ficará na responsabilidade deles. 

E em seguida, serei eu o próximo a morrer. Me restam apenas 24 horas mas, o piloto tem menos tempo de vida do que eu. 

Por favor, não nos deixe morrer!

Se esgotar esse prazo, eles irão nos matar!


A bola está nas mãos da Jordânia.


O grupo Estado Islâmico (EI) ameaçou executar nas próximas 24 horas o refém japonês, Kenji Goto e o piloto jordaniano, Maaz al-Kassasbeh, se Amã não libertar a jihadista iraquiana presa e condenada à morte, segundo um novo vídeo publicado na internet nesta terça-feira (27).
O vídeo, postado em sites jihadistas, mostra uma foto do refém japonês Kenji Goto segurando a foto do piloto jordaniano, com a suposta voz de Goto formulando a ameaça. Sua autenticidade não pode ser imediatamente verificada. Autoridades japonesas se reuniram para avaliar a autenticidade.
O Japão prometeu trabalhar com a Jordânia para conseguir a soltura dos dois reféns após a morte de Haruna Yukawa, japonês decaptado na semana passada,
A crise dos reféns se tornou um teste para o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que assumiu o poder em 2012 prometendo aumentar o papel do Japão na segurança mundial.
Abe condenou a morte do cidadão japonês Haruna Yukawa cometida por militantes do EI, e pediu a soltura do veterano correspondente Kenji Goto, capturado na Síria."Gostaríamos de trabalhar junto com o governo jordaniano para assegurar a soltura de Goto", disse o ministro de Relações Exteriores japonês, Yasuhide Nakayama, a repórteres na Jordânia, na noite de segunda-feira.
Nakayama foi enviado à Jordânia na semana passada para cuidar do caso.
Os militantes desistiram de cobrar um resgate, e agora dizem que vão soltar Goto em troca da libertação de Sajida al-Rishawi, uma iraquiana condenada por ataques jihadistas que está detida na Jordânia.
Os militantes radicais capturaram um piloto jordaniano após a queda de seu avião durante uma operação da coalizão liderada pelos Estados Unidos no leste da Síria em dezembro e Nakayama disse que Japão e Jordânia podem trabalhar juntos para conseguir a soltura dele também.
Em Tóquio, Abe disse ao Parlamento, nesta terça-feira, que o Japão fará o máximo para salvar Goto.
"O terrível ato de terrorismo do Estado Islâmico é absurdo e nós condenamos firmemente", disse Abe, referindo-se a uma sigla pela qual os militantes são conhecidos.
"A situação é extremamente grave, mas faremos o nosso máximo para conseguirmos a soltura de Kenji Goto o quanto antes possível... Não vamos ceder ao terrorismo."

Goto Kenji, o segundo refén japonês capturado pelo EI tem apenas 24hs de vida se o Japão não cumprir as exigências dos extremistas「私には24時間しかない」後藤さん“新画像”公開(15/01/28)

Partido anti-austeridade Syriza vence eleições gregas

Neymar: Messi é o melhor que já vi

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Queda do F-16 grego: Todos os mortos em terra eram franceses

Jordânia prioriza libertação de piloto jordaniano e dificulta o resgate do refém japonês 日本人拘束事件 解放交渉が複雑化 「2対2」交渉案も浮上(15/01/27)









Jordânia mostrou prioridade para a libertação de piloto jordaniano, dificultando a negociação para o resgate do jornalista japonês Kenji Goto.

Após a execução de um dos reféns japoneses, o Estado Islâmico mudou  sua exigência para o governo japonês, pedindo a libertação de Sajida Al Rishawi, uma das integrantes do grupo Al Qaeda que está presa na Jordânia.

No dia 27/01, a Jordânia anunciou que o Estado Islâmico exigiu a libertação de outros 27 membros presos, entre eles vários condenados á morte.

Com o envolvimento da Jordânia nas negociações, iniciaram-se manifestações para a libertação do piloto jordaniano que foi preso pelo Estado Islâmico.

“O meu irmão jordaniano é mais importante e deve ter mais prioridade”, respondeu o irmão do piloto.

 “Acredito ser difícil a libertação de algum preso em troca do jornalista japonês Kenji Goto, já que não sabemos o que o Estado Islâmico exigirá em troca do piloto jordaniano. Porém, podemos estudar a questão caso for uma troca para a libertação dos dois reféns”.comentou m dos membros da Jordânia.











Milícias curdas festejam derrota do Estado Islâmico em Kobani e Diyala

Os imigrantes muçulmanos e os medos do movimento Pegida

"Por favor, não saia de casa", o nevão pode ser "histórico" em Nova Iorque

Haruna Yukawa, um dos reféns japoneses capturado e decaptado pelo EI. Por quê o Japão não se importou com ele?


Por quê o Japão não se importou com ele? #Triste Estado Islâmico (ISIS) capturando


Haruna Yukawa sendo capturado pelo Estado Islâmico.
Ele tentava um recomeço de vida, queria montar uma empresa de segurança e tentava superar a morte da mulher e a falência nos negócios. Foi capturado na Síria em Agosto, quando acompanhava um grupo de rebeldes.
#RIP



Veja o vídeo e texto completo

www.superpostagem.com.br/pub.asp?cp=2056318

KFC lança hot-dog com frango frito no lugar do pão......Você encara essa??

Mar do Diabo – Triângulo

domingo, 25 de janeiro de 2015

Venezuela: Milhares protestam contra escassez de bens de consumo

Itália: Confrontos durante marcha contra extrema-direita

Entenda porquê o Japão é o campeão no incesto e no sexo entre mães e filhos!

Refém japonês foi decapitado por EI

菅長官「湯川さんとみられる邦人が殺害された写真」(15/01/25)







sábado, 24 de janeiro de 2015

Novo tratamento para Aids começa a ser distribuído no Brasil

Whatsapp lança versão desktop do aplicativo

Para Jennifer Lopez, beijo de George Clooney é normal

Museu da coca explica uso da folha como tradição local

Qual o significado de Muhammad para os muçulmanos?

Somália: atentado suicida em Mogadíscio não modifica agenda do president...

Cuba-EUA: Primeiro encontro "construtivo"

Arábia Saudita: Salman assume as rédeas do reino

Tailândia: o segundo "golpe" militar contra a ex-PM Yingluck Shinawatra

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Nova onda de imigração atrai para São Paulo latino-americanos e africanos

Sistema Único da Assistência Social completa 10 anos em 2015

Ucrânia: Forças leais a Kiev perdem aeroporto de Donetsk

Tailândia: Yingluck Shinawatra banida da política

Áustria: Acusado de pertencer ao Estado Islâmico declarou-se inocente

Prisioneiros de guerra ucranianos humilhados em Donetsk

Obama no Youtube

Kirchner acredita que procurador não se suicidou

Arábia Saudita: Rei Abdullah morre com 90 anos

Misericórdia!!!「カウントダウン始まった」イスラム過激派サイトに(15/01/23)

政府 解放へ努力続ける 交渉期限まで1時間あまり(15/01/23)

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Shakira convida os fãs para o chá de bebê beneficiente

Mulheres na Grécia estão informalmente desempregadas

San Anton: Quando os animais espanhóis vão à igreja

Conheça 3 filmes que mentiram para ganhar o Oscar

Dia de Martin Luther King Jr. é marcado por protestos

Bélgica está em alerta máximo para ataques terroristas

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Estado Islâmico ameaça matar dois reféns japoneses e exige US$ 200 milhões





O grupo Estado Islâmico ameaçou nesta terça-feira matar dois reféns japoneses caso o governo do Japão não pague o resgate de US$ 200 milhões no prazo de 72 horas. No vídeo divulgado na internet aparecem um homem segurando uma faca e duas pessoas ajoelhadas e trajando macacão de cor laranja. Os reféns são Haruna Yukawa, de 42 anos, e o jornalista Kenji Goto.

Yukawa teria sido capturado em agosto quando estava com membros de uma facção rebelde rival do Estado Islâmico. O outro refém teria viajado pela região fronteiriça da Síria em outubro de 2014. Goto é jornalista freelance e dono de uma empresa que fornece vídeos e documentários sobre o Oriente Médio para canais de televisão japoneses.

No vídeo ameaçador, o homem se dirige em inglês ao primeiro-ministro e o acusa de ter doado US$ 200 milhões para combater o Estado Islâmico. O combatente faz alusão à promessa de apoio financeiro feita por Shinjo Abe durante visita realizada ao Cairo (Egito) no sábado. Na ocasião, o premiê disse que a ajuda seria de natureza humanitária, e advertiu que o mundo iria sofrer uma “perda imensurável” se o terrorismo se espalhar no Oriente Médio.

Atualmente o primeiro-ministro se encontra em Jerusalém. Durante entrevista à imprensa, ele disse que não vai ceder ao terrorismo e exigiu a libertação dos dois japoneses.

























Ví no ipcdigital.com



Papa Francisco: Quem insulta e provoca corre riscos

China: Crescimento da economia mais baixo em 25 anos

Jihadistas ameaçam matar reféns japoneses



"O Japão vai contribuir o quanto for possível em áreas não militares, incluindo a provisão de apoio a refugiados do Iraque e Síria", disse o Minístro Shinzo Abe"















Infelizmente sabemos que o destino final das doações, ou maior parte delas são usadas pelos governos p/ financiar a guerra....Talves, digo, talvez, a intenção de Abe tenha sido á ajuda humanitária, porém, não deve ter sido bem clara suas intenções e agora ferrou tudo. Espero que o sr.Ministro olhe p/ as duas vítimas como se fossem de sua família e pague esse resgate, afinal, dinheiro é só papel, enquanto que vidas são preciosíssimas!!

A exploração da classe operária está por todo lado, infelizmente 「非常に残念」ユニクロ柳井社長、中国の過酷労働で(15/01/20)

Riqueza de 1% da população mundial ultrapassará restantes 99% em 2016

Argentina: morte de procurador que acusou presidente será suicídio?

Indía: mulheres ampliam serviço de táxi só para mulheres em Delhi.

Extremistas do EI alertam o Japão e ameaçam matar dois japoneses e exigem US$200 milhões - 2億ドルを要求・・・「イスラム国」日本人2人を人質に(15/01/20)



Grupo faz referência a uma ajuda financeira que o minístro Shinzo Abe prometeu aos países do Oriente Médio no valor de US$200 milhões p/ combater o Estado Islâmico.



Em um vídeo divulgado nesta terça-feira, Militantes do EI ameaçam matar dois reféns japoneses no prazo de 72 horas, e exigem o pagamento de US$200 milhões para poupar a vida deles.


















domingo, 18 de janeiro de 2015

'Na Indonésia, brasileiro morre, terrorista vive',




'Umar Patek, extremista islâmico que admitiu ter fabricado as bombas usadas nos atentados de Bali, que mataram 202 pessoas em 2002, escapou do corredor da morte. Foi condenado a 20 anos de prisão. Enquanto isso, Marco Moreira foi executado por tráfico. Faz algum sentido?'



E tenho que aturar gentinha vir dizer que isto é justiça!!!
O Homem não faz justiça e sim vingança!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

(成人の日) Seijin no Hi- Dia da Maioridade no Japão



Seijinshiki – Cerimônia da Maioridade no Japão

O Seijin Shiki ou Seijin no Hi (成人の日) é um feriado onde se comemora o Dia da Maioridade no Japão. Até 1999, esse evento acontecia sempre no dia 15 de janeiro, mas à partir de 2000 houve uma mudança no calendário e a cerimônia passou a ser na 2° segunda feira de janeiro.

Neste dia, homens e mulheres que fizeram 20 anos à partir de 2 de abril do ano anterior ou que farão até 1 de abril no ano vigente são declarados adultos, ganham novos direitos e ficam aptos à uma série de responsabilidades e deveres.


Origem do Seijin no Hi

Segundo consta, a origem da comemoração ocorreu por volta de 714 dC, quando um jovem príncipe vestiu roupas novas e um penteado especial para que sua passagem para a vida adulta não passasse batido.

Porém nessa época, a idade adulta era outra. Para você ter uma ideia por exemplo, durante o Período Edo, 1603-1868, os meninos se tornavam adultos aos 15 anos e as meninas aos 13 anos.

Foi somente à partir de 1876, que a idade adulta oficial foi fixado em 20 anos e foi declarado Feriado Nacional pelo governo japonês em 1948, se tornando em um dos eventos mais solenes, tradicionais e significativos do Japão.

Homenagem pela passagem para a fase adulta

Seijin no Hi é um Nippon no Saijitsu, ou seja, é um feriado nacional e é uma data muito importante para os jovens japoneses pois significa a transição da idade juvenil para a adulta.
Nesse dia órgãos governamentais, escolas e alguns comércios não funcionam. Todos os jovens que completaram ou completarão 20 anos, são convidados a participar de uma cerimônia civil em comemoração à passagem para a vida adulta.



As moças geralmente usam na cerimônia, quimonos finos de seda, geralmente em cores vivas e “estilo furisode” (mangas que balançam), estilo de quimono com mangas longas verticais, usada somente em eventos importantes. Como em janeiro, o clima é de inverno, é comum as moças usarem estolas de fios sintéticos, geralmente na cor branca para se protegerem do frio.

Já os rapazes, também usam roupas tradicionais (hakama e haori), geralmente na cor preta e MON (brasão da família). Devido à influência ocidental, alguns jovens preferem se vestir com ternos pretos e gravatas ao invés da roupa tradicional japonesa. O que é uma pena, se observarmos pelo ponto de vista cultural.


Hoje em dia, o governo dá muito incentivo ao Seijin no Hi e um dos principais motivo é a baixa taxa de natalidade no Japão. Desta forma, o governo japonês financia grande parte da cerimônia, que é bastante cara. Os jovens muitas vezes, alugam ou emprestam de parentes, as roupas para a cerimônia, já que comprar é bastante complicado devido ao preço elevado das roupas formais e tradicionais.

Um quimono por exemplo, pode chegar a custar mais de 10 mil dólares. Já para alugar o custo pode variar de 500 dólares a 1000 dólares, dependendo de onde se mora, já que nas regiões metropolitanas o custo é mais alto. Em algumas lojas especializadas é possível pagar o aluguel de um quimono e uma foto em stúdio por cerca de ¥ 50.000 a ¥ 180.000 (800 a 3 mil reais).

Os jovens, especialmente, as meninas, passam horas no salão para se maquiarem, fazerem o penteado e até para vestir-se, já que a grande maioria não está habituada a usar quimono com frequência e para vestir-se com um é necessário uma ajudinha extra de pessoas veteranas.


Direitos, deveres, responsabilidades…

Durante a cerimônia, que geralmente ocorre pela manhã, os “novos adultos” ganham pequenos presentes e ainda recebem uma quantia em dinheiro, dado pelo governo japonês. Neste dia são feitos palestras direcionados aos jovens adultos, sobre seus novos direitos, deveres e responsabilidades terão à partir de agora.

Ao serem oficialmente considerados adultos perante à sociedade, esses jovens ganharão direitos como casar, votar, comprar cigarros e bebidas alcoólicas, morar sozinho, comprar casa ou carro. Mas muito mais do que isso, ser adulto significa também estar apto a tomar decisões perante os obstáculos da vida.

E também a ter sábias escolhas em relação ao futuro e à profissão que escolher. Afinal ser adulto é ser responsável e cumprir com todas as suas obrigações perante à sociedade. Como no Japão, a ligação com a espiritualidade é muito grande, faz parte da tradição, os jovens se dirigirem aos templos e Santuários para serem abençoados e para terem sorte nessa nova fase da vida.



Após a cerimônia, os jovens adultos costumam se reunir em grupos, vão à festas ou saem para beber. Seijin no Hi é o dia onde podemos nos deslumbrar com o desfile de belas moças em seus belos quimonos, seja nas ruas ou interiores de estações e templos. Podemos ouvir o toc toc incessante do zori, sandália tradicional japonesa usado pelas moças, assim como o andar desajeitado de algumas que não estão muito habituadas ao uso dessa sandália, que me parece um tanto desconfortável.

Enfim, um dia de grande exaustão, porém de muita festa e felicidade para os jovens japoneses. É dia de confraternização, de tirar muitas fotos que ficarão para a posteridade. Afinal, neste dia se tornam oficialmente adultos.

Seijin Shiki é com certeza o dia que ficará marcado pra sempre no coração e nas lembranças de cada jovem cidadão japonês!

Vídeos de cerimônia Seijin Shiki























Lí no japaoemfoco

RJ: Bibliotáxi desperta nos passageiros o gosto pela leitura

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

"Poderíamos ter evitado o massacre", Jeannette Bougrab, mulher de Charb

Homens búlgaros tomam banho congelante durante Epifania

Zoológico argentino é acusado de Nazismo

Franceses ainda consideram Paris uma cidade segura

2015: O 'agora ou nunca' para o acordo de livre comércio entre UE e Esta...

Polícia italiana apreende 50 milhões de euros em notas falsas em Nápoles

Luto em França e além fronteiras

Polícia antiterrorista procura suspeito de matar agente no sul de Paris

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Divulgada primeira foto da cauda do avião da Air Asia

Índia elege primeiro prefeito transgênero do país

Charlie Hebdo: Charb "morreu de pé"

Estados Unidos ao lado do "mais antigo aliado" na luta contra o "obscur...

Quando um presidente muçulmamo governar a França

Revelado conteúdo de cápsula do tempo com 220 anos

Grupo de extrema-esquerda reivindica atentado em Istambul

Os Personagens Mais Feios dos Games

Milhares protestam pró e contra "islamização" alemã

ACNUR alerta para a crise dos refugiados sírios

Charlie Hebdo: caricatura francesa perde quatro pesos pesados

Feira de Eletrónica de Consumo: resolução 4K e aparelhos curvos - hi-tech

França procura suspeitos do ataque armado

Parisienses, turistas e imigrantes da Cidade Luz condenam atentado

Terror em Paris: O filme dos acontecimentos

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

sábado, 3 de janeiro de 2015

Japão promove "trabalho escravo" em massa com programas de treinamento para estrangeiros




por Paulo Sakamoto 

Uma matéria publicada pela agência de notícias AFP revela o lado obscuro da fome do Japão por mão-de-obra barata. Os programas de “treinamento” oferecidos pelo governo japonês à estrangeiros, principalmente asiáticos, está sendo fortemente criticado por especialistas por promover o chamado “trabalho escravo moderno”.

A matéria relata a dura vida de um agricultor chinês que veio ao Japão para trabalhar como “aprendiz” em demolições. “A primeira palavra que ouvi de meus colegas japoneses foi baka.” disse o agricultor chinês em entrevista à AFP.



“A primeira palavra que ouvi de meus colegas japoneses foi baka. Estou exausto fisicamente e mentalmente.”

Assim como os outros 50 mil chineses que se inscreveram no programa de treinamento gerido pelo governo japonês, ele esperava voltar ao seu país com dinheiro no bolso e uma formação profissional que lhe permitiria melhorar de vida, mas a realidade é bem diferente do planejado. “Estou exausto fisicamente e mentalmente.” desabafou ele ao repórter.

O maior problema do agricultor chinês não é a intimidação por parte de seus colegas japoneses, nem o trajeto de duas horas entre seu alojamento e local de trabalho, que consiste basicamente em demolir prédios antigos. O seu maior desafio é pagar a dívida de mais de ¥1 milhão, valor oferecido como adiantamento para o pagamento de despesas de viagem e outras “taxas” cobradas pelos intermediários. O empréstimo transformou-lhe em um “escravo” virtual para a industria da construção civil do Japão. “Não posso simplesmente largar tudo aqui e voltar para a China antes de pagar minha dúvida.” disse ele.

O Japão está desesperadamente a procura por trabalhadores pagantes de impostos para financiar as pensões e os cuidados de saúde para a sua crescente população idosa, mas a sua constituição é “alérgica” à imigração. As barreiras imigratórias impostas por políticos conservadores e pela sociedade fechada, dá liberdade para que programas apelativos de recrutamento de estrangeiros, como os oferecidos atualmente para país asiáticos, sejam a solução mais confortável do governo para suprir a demanda de trabalhadores e contribuintes.

“A questão não é se iremos aceitar imigrantes ou não. Eles já estão aqui, desempenhando um papel vital em nossa sociedade.”

“Esse programa de treinamento é um sistema de trabalho escravo. Você não pode simplesmente sair e ir embora. É um sistema de tráfico de seres humanos, de trabalho forçado.” disse Ippei Torii, diretor da Rede de Solidariedade com os imigrantes do Japão, um grupo não-governamental que apoia os trabalhadores estrangeiros. “A questão não é se vamos aceitar imigrantes ou não. Eles já estão aqui, desempenhando um papel vital em nossa sociedade.” completou ele.















Ví no ipcdigital.com

Berlim constrói "cidade" de contêineres para refugiados

Mostra hiper-realista traz dinossauros de volta à vida

Mineiros se unem às forças rebeldes na Ucrânia

Pedido de casamento de Ludacris parece conto de fadas

Alicia Keys dá as boas-vindas ao bebê Genesis

Marinha dos E.U.A testa canhões de raio laser

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

2015 recebido com muita cor e animação um pouco por todo o planeta

Milhares de ultranacionalistas desfilam em Kiev

大雪で一時、車100台立ち往生 新幹線もダイヤに乱れ(15/01/02)

寒波襲来で元日に大雪 京都で58年ぶりの積雪(15/01/01)

31日の朝から並んだ人も・・・伝統「仙台初売り」始まる(15/01/02)

Coisas de Japão 開店直後に売り切れも 初売り商戦、福袋に長蛇の列(15/01/02)

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Sacolas da sorte milionárias, você compraria?


“Nippon ichi kougaku fukubukuro”, assim foram denominadas estas sacolas da sorte, que são recheadas com produtos de grife e muito mais itens surpreendentes!

rolex
Relógio da Rolex

Anualmente, as lojas de departamento do Japão, anunciam as suas sacolas da sorte chamadas de “fukubukuro”. São vários valores para agradar toda e qualquer classe de trabalhador assalariado.

fukubukuro-1 bilhao
Sacola da sorte de 1 bilhão de ienes

Uma loja situada no distrito de Shinjuku (Tóquio), chamada Brand Ou Royal, lançou a sacola da sorte mais cara do Japão, no valor de 1 bilhão de ienes.

diamante-1ct

Ela pode conter até mesmo um edifício de luxo em Tóquio avaliado no valor de 2,2 bilhões, bolsas e acessórios de grife, diamante no valor de 1 bilhão de ienes, além de relógios da Rolex e jóias.

A Brand Ou Royal também preparou sacolas da sorte em valores acessíveis.

De acordo com o diretor geral da empresa, todos os “fukuburos” trarão muita satisfação ao cliente, pois o conteúdo deles foram elaborados de acordo com o avanço da modernidade.

Que as sacolas da sorte tragam bons ventos em 2015 para todos os compradores!









Ví no portalmie.com

Milhões de toneladas de petróleo continuam a arder na Líbia

AirAsia: Avião encontrado no fundo do mar de Java

AirAsia: Destroços e três corpos recuperados no mar de Java

Rússia: Inimigo número 1 de Putin condenado a três anos e meio de prisão

Justiça russa antecipa leitura de sentença de Navalny

Imigrantes clandestinos chegaram à cidade espanhola de Melilla

Dessidente russo condenado e detido

França põe fim a missão no Afeganistão

Gallipoli: o porto seguro para centenas de imigrantes

Boeing da Virgin Atlantic 747 faz pouso de emergência

EUA: criança envolvida em acidente com armas de fogo

Cirurgiões removem 80 dentes da boca de criança indiana